1. A criatividade dos primeiros Carmelitas nos desafia. Em 1238, eles  saíram da Palestina e foram para a Europa. O historiador frei Emanuel Boaga mostrou que em 1300, isto é, em menos de 70 anos, eles conseguiram criar mais de 150 comunidades em toda a Europa. Será que nós conseguimos ter hoje a mesma criatividade, ou apenas repetimos o que recebemos dos nossos antepassados?

2. Eles não só souberam encarnar o ideal carmelitana na Europa, mas também no Brasil. Em 1580, os primeiros Carmelitas vieram da Europa para o Brasil e, nos séculos seguintes, eles souberam difundir a devoção a Nossa Senhora do Carmo e ao Escapulário no Brasil inteiro. A devoção a Nossa Senhora do Carmo e ao Escapulário tornou-se uma devoção realmente popular. Será que nós somos capazes de atualizar esta devoção para as novas gerações que estão chegando e para as novas situações secularizadas que já estão aí?

3. A Família Carmelitana cresceu, evoluiu e se atualizou na Europa, buscando novas formas de presença para irradiar e encarnar a espiritualidade.O que nós da Ordem terceir estamos fazendo para atualizar e encarnar nossa presença no Brasil? Conhece algumas experiêncis que merecem maior divulgaçao?

4. O Papa Francisco insiste em pedir que sejamos uma igreja em saída. Ele prefere uma igreja de perna quebrada na rua, do que uma igreja gripada, fechada num quarto. O que nós estamos fazendo para irradiar o Carmelo e atrair a juventude? Os primeiros carmelitas souberam envelhecer fazendo rejuvenecer o Carmelo na Europa.Será que sabemos envelhecer fazendo rejuvenecer o Carmelo entre nós?

5. A Família Carmelitana está enfraquecendo como família. O que nós da Venerável Ordem Terceira podemos fazer para retomar este ideal da Família? O que nós da Venerável Ordem Terceira podemos fazer para aprofundar a espiritualidade Carmelitana dos carmelitas leigos e leigas?


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui